Que Não Se Conte O Tempo

Que não se conte o tempo…

Ele sempre é aliado, mas se lhe desmistificarmos as entranhas, se torna pesado…

Que não se conte o tempo; se se conta o tempo, se encurta as coisas boas, com a péssima mania de as contabilizar como momentos “vadios”, e se prolonga as menos boas, sem necessidade de as alongar como momentos vazios.

Que não se conte o tempo, porque se se conta, ele acaba por se tornar o desgaste da esperança, e se torna apenas uma pequena lembrança, o tempo que já lá passou.

Que não se conte o tempo, porque se se conta, essa conta faz as esperas parecerem cansadas,

Agrava a miséria das coisas erradas, 

E dificulta a fluência do que está por vir…

Que não se conte o tempo, porque os dias e as horas fomos nós que os criamos,

E a magia da vida somos nós que não a vivenciamos, 

O tempo é algo divino – só nós o ansiamos..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: