(Da) Inocência Das Palavras Não Ditas

Da inocência das palavras não ditas – o medo de exagerar – o medo vence tanta coisa que podia ser nossa, e que lhe entregamos deliberadamente, por não sermos antes o “exagero”. 

Às vezes devíamos mesmo exagerar ! Cansar as palavras belas, desgastar a fantasia, exagerar nas coisas afáveis ! É, essas merecem que fiquemos realmente estafados.

Mas todo o resto não. Não o medo, não a dúvida, não a tirania – esses já nos roubam muito de nós, e da nossa própria vida já nos roubam também muitas das possibilidades.

Que sejamos mais entusiastas, e que tenhamos sempre a capacidade de criar mais entusiasmo todos os dias, em todas as coisas !

Que sejamos mais vida viva !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: