Espaço, para SER

É isso… Qual é a sensação que temos quando nos deitamos na cama, ao anoitecer, e mais um dia termina ?! Aquela sensação de que o dia foi bem feito, porque realizamos todas as nossas tarefas, cumprimos o que é suposta cumprir. E então ?! Vem aquele (des)abafo, aquela quase atrevida lucidez, que nos desperta a sensação, de que não fizemos tudo, porque deveríamos ter feito mais. E talvez até deveríamos…

Onde ficamos nós, nós, nossa essência, no meio de tanta rotina mecânica, de tanto acto automático, que se desenrola a cada dia ?!

Onde ficamos nós, no meio de um tempo assegurado onde a existência fica bem além de realmente existir ?

Que espaço temos, para ser ?

E por tudo isto, por (sobre)vivência, vamos desaprendendo a viver – estamos semi-presentes.

O mundo rouba-nos tanto – E se não somos nós a encontrar a essência do ser, morremos lentamente, sem sequer perceber.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: