(Des)Estruturar

Eu não me importo que minhas crenças sejam mexidas – precisam de ser – precisamos do balanço, da dúvida, do questionamento, para experimentarmos diversas formas de pensamento, e assim percebemos de facto, quais são os nossos verdadeiros valores.

Eu não me importo nada que as minhas ideias sejam totalmente desestruturadas, pois assim eu me permito pensar de novo. Eu não me importo que por vezes quebrem as minhas convicções, porque isso me permite reestruturar a forma como percebo, como absorvo e como actuo.

Aliás, a mudança de uma pessoa não passa nunca pela inflexibilidade… podemos mudar tanto, ao ponto de mudarmos completamente a forma de olharmos para a vida, e que assim seja ! Porque a estagnação mental/emocional e suas consequências, é uma das piores formas de nos tornarmos “mortos vivos” !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: